jun 19

Desenvolver projetos que geram resultados para melhorar a sociedade em um todo, seja colaborando com um planeta mais limpo e/ou criando meios de transformação econômica, social e cultural, já deixou de ser um diferencial e tem se tornado obrigatoriedade nas obras brasileiras, seja pela necessidade de economizar recursos financeiros, por estar em áreas de baixa renda ou para agregar valor ao empreendimento.

Muito além da preocupação ambiental, a busca por gerar meios inovadores de reutilizar dejetos, novas formas de uso de matéria-prima, meios de otimização de tempo, melhoria na qualidade de vida da mão de obra, entre tantas outras possibilidades, possibilita a oportunidade de economia de recursos financeiros empregados no projeto e cria meios sustentáveis, que fortalecem os pilares econômicos, sociais e culturais de uma comunidade.

Há também o Green Building Council, uma organização mundial que regulamenta e propicia certificação a empresas e empreendimentos que cumprem certos pré-requisitos na concepção do projeto, mostrando que não é mais uma preocupação de futuro, como acontecia há pouco tempo, agora, a necessidade de ‘fazer a coisa correta’, respeitando o planeta e melhorando a sociedade  através do desenvolvimento de novas técnicas e tecnologias é do PRESENTE, sejam em grandes ou pequenos projetos, populares ou de alto padrão.

Você é um engenheiro que busca formas de inovar, contribuindo para um planeta mais sustentável? Confira algumas dicas que podem ajudar na concepção de um projeto sustentável:

  • Redução do consumo de energia
  • Redução do consumo de água
  • Aumento da absorção da água da chuva
  • Redução do volume de lixo e maior facilidade de reciclagem
  • Facilidade de limpeza e manutenção
  • Utilização de material reciclado
  • Aumento da durabilidade do edifício

E conheça algumas tecnologias criadas para auxiliar em seu projeto:

  • Formas de metal: São utilizadas na montagem de casas ou prédios, inclusive parte elétrica e hidráulica, podendo finalizar a construção em 3 dias.
  • Vidros e pedras na parede: Técnica do Oriente Médio, reduz a temperatura interna e diminui os custos com ar-condicionado.
  • Tijolo ecológico: Feito de terra, água e cimento, é prensado até adquirir a consistência ideal, não precisa da etapa de queima e funciona por encaixe, economiza na mão de obra e instalações.
  • Fachadas vivas: Projeto espanhol de concreto que não infiltra, nem prejudica os elementos estruturais da obra e reduz custos com energia.
  • Cimento de bactérias: Técnica rápida e pouco agressiva, usa rejeitos e fica pronto em 3 horas.
  • Torneira que gera a própria energia:  Eletrônica, conta com uma microturbina que produz energia limpa.
  • Grelha ecológica: Usada para escoamento de água em ralos, é feita de cana de açúcar, tem alta durabilidade e elimina CO2 da atmosfera.
  • Casas 3D: Uma empresa chinesa utiliza uma impressora 3D que constrói 10 casas de 200m² em apenas 24h.
  • Isolante de lã: feito com lã de ovelha, o isolante gasta pouca energia na produção e o material não prejudica o meio ambiente.
  • Hidrelétrica em caixa d’água: Utilizando a água que abastece os reservatórios de uma construção, reutiliza equipamentos como a bateria automotiva e gera 12 volts (V) de energia.

 

 

Acompanhe tudo em nossas redes sociais
▶ Facebook: https://goo.gl/DOoKqK
▶ Instagram: https://goo.gl/Ul6DYq
▶ Twitter: https://goo.gl/wjWa5k
▶ Linkedin: https://goo.gl/1MpKvD

Compartilhar isso:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dez + 17 =