maio 05

É possível produzir e consumir energia de forma sustentável, sem depender totalmente da geradora de energia. Porém, é importante salientar que nem todos os meses do ano são rentáveis e se o projeto não for bem direcionado, pode não compensar financeiramente.

O sol

A primeira questão que deve ser observada é a região geográfica, pois a duração da incidência solar pode varia, mesmo dentro do Brasil. Onde as regiões Sul e Sudeste são melhores para o aquecimento de água e as regiões Norte e Nordeste para a geração de energia, porém, nada impede que o contrário seja aplicado.

Energia Fotovoltaica

Após analisar a região geográfica, é a hora de decidir a finalidade da instalação: para aquecimento da água ou para a geração de energia elétrica, que é o que iremos abordar de uma forma um pouco mais aprofundada.

Podem haver duas alternativas na geração de energia elétrica, isolada ou conectada a rede. Se conectada, há compensação da rede elétrica quando não se produz energia solar e se produz excedente, essa parcela é entregue à rede de distribuição, gerando descontos futuros e/ou uso deste bônus em outros locais pré-cadastrados pelo usuário, o que pode ser um grande estímulo e uma saída viável à produção de energia limpa e renovável.

Já o sistema isolado demanda de maiores cálculos para gerar a energia necessária a todo o ambiente escolhido e seu custo pode ser maior que a rede conectada.

 Custos

Para fazer um sistema isolado, é necessário comprar baterias para o armazenamento de energia, encarecendo mais o projeto e se comparado ao sistema conectado, seu custo pode ser mais elevado e as vantagens menores, vale lembrar, que tudo depende do objetivo do projeto.

O tempo de retorno do investimento na energia fotovoltaica pode variar entre 6 e 10 anos, onde a conta de energia se reduzirá de acordo com a potência do sistema instalado.

Ao escolher um módulo fotovoltaico, não basta olhar eficiência x custo, sua vida útil e o custo é o que deve ser levando em consideração na hora da decisão de compra, pois a eficiência é importante, porém deve ser considerada apenas quando a área de instalação do painel for desfavorável .

Onde instalar?

Uma das maiores dúvidas é se qualquer edificação poderá receber uma instalação fotovoltaica e a resposta é sim, porém, as instalações da edificação e seu entorno precisam ser analisadas, para que não haja comprometimento do desempenho na geração da energia.

Em edificações urbanas, a interferência de ventos, sombras, superfícies reflexivas e a circulação de ar, que ajuda a manter a temperatura dos módulos fotovoltaicos, também podem interferir na eficiência do sistema. O ideal é que a edificação esteja em um entorno mais livre, onde suporte o peso dos painéis e o local instalado precisa ser preparado estruturalmente para receber os painéis, com a finalidade de evitar acidentes.

Quanto ao espaço, 10m² de painéis podem gerar 1kWp, energia suficiente para suprir a demanda de uma pequena residência e sua instalação pode ser feita no telhado, sem a necessidade de adaptar novos espaços para colocar os painéis.

Inclinação e orientação

Para usufruir o máximo dos painéis, é importante levar em consideração sua inclinação e a orientação que serão instalados, no Brasil, o painel solar deve ser instalado deve ter face orientada para o “Norte verdadeiro”.

Referente ao ângulo de inclinação, ele deve ser igual à latitude do local que será instalada e variações de até 10º não influenciam significativamente na qualidade de captação da energia. Para regiões próximas da linha do Equador, a inclinação mínima deve ser de 10º.

Há controles manuais e automáticos que orientam os módulos a seguir a movimentação do Sol, a acompanhar suas mudanças ao longo do ano, garantindo ainda mais eficiência ao sistema.

Componentes

Os componentes básicos de um painel fotovoltaico são:

Bloco gerador: composto pelos módulos fotovoltaicos, cabos e por uma estrutura de suporte;

Bloco de condicionamento de potência: composto por conversores, inversores de tensão, retificadores, controladores de carga, seguidor de ponto de potência máxima, diodos de bloqueio e de passagem;

Bloco de armazenamento (opcional para sistemas conectados à rede): composto por baterias.

O Bloco gerador deve ser instalado no telhado da edificação, os Blocos de condicionamento e de armazenamento devem ser instalados em ambiente coberto, seguro e de fácil acesso.

Não se esqueça, é obrigatório o uso de equipamentos de segurança para a instalação dos painéis fotovoltaicos.

 

20 motivos para a implantação da Energia Solar Fotovoltaica

  1. O sistema solar fotovoltaico utiliza uma energia renovável para geração de eletricidade;
  2. Sua fonte de geração de eletricidade é a energia solar, que é infinita e inesgotável.
  3. É uma excelente opção para o território nacional já que o Brasil tem alta incidência solar;
  4. Alta vida útil do sistema, geralmente superior a 20 anos;
  5. É uma solução economicamente viável cujo valor dos painéis solares vem diminuindo progressivamente;
  6. Seus componentes têm se modernizado, tornando-se mais potentes e robustos para uso;
  7. Apresentam alta durabilidade e segurança para quem quer investir;
  8. É muito fácil de instalar;
  9. Não é um sistema barulhento ou incômodo;
  10. Exige pouca manutenção ao longo dos anos;
  11. A utilização da energia solar fotovoltaica é totalmente benéfica ao meio ambiente, não o agredindo de qualquer modo;
  12. Evita a emissão de gases poluentes para a atmosfera;
  13. Produção de energia limpa;
  14. Pode ser implantado em locais distantes através de sistemas isolados e autônomos, sem conexão com a rede convencional de abastecimento – os Sistemas Off-grid;
  15. Segurança em sistemas que não podem sofrer interrupção de energia – garante a ininterrupção do fornecimento de energia quando do uso de baterias que armazenam parte do que foi capturado, e de controlador de carga adequado;
  16. Permite que as residências que implantam um sistema solar fotovoltaico próprio se vejam livres ou parcialmente livres das contas mensais com energia elétrica;
  17. Os imóveis e as propriedades que investem na geração de energia renovável ficam instantaneamente mais valorizados no mercado imobiliário;
  18. Redução do custo e uso de combustíveis fosseis;
  19. O segmento de energia solar fotovoltaica emprega milhares de pessoas no Brasil.
  20. Garante conforto para todos que optam pela implantação do sistema, independente para qual utilização foi direcionado.

Sistema-Fotovoltaico---Como-funciona

Compartilhar isso:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × 4 =